03/10/2016 0 Comments AUTHOR: Ilma Vieira Silva CATEGORIES: Vida Cristã Tags:

CAPTURA DE PORCOS SELVAGENS

Recebi uma mensagem, pela “internet”, com interessante narrativa sobre o título “captura de Porcos Selvagens”. O remetente faz uma curiosa aplicação política da história, que, não vem ao caso analisar. Mas, além disso, a narrativa encerra uma bela parábola de natureza espiritual, perfeitamente concorde com os sábios ensinamentos de Jesus e dos seus Apóstolos. Aproveitei, então, para fazer a explicação do que entendo pode ser o sentido espiritual da parábola. Transcrevo a narrativa no que tem de essencial a esse objetivo, excluindo, portanto, o que não tem interesse.

VOCÊ SABE COMO SE CAPTURAM PORCOS SELVAGENS? Veja a narrativa.

“Você captura porcos selvagens encontrando um lugar adequado na floresta e colocando algum milho no chão. Os porcos vêm todos os dias comer o milho gratuito. Quando eles se acostumam  a vir todos os dias, você coloca uma cerca mas só em um lado do lugar em que eles se acostumaram a vir. Quando eles se acostumam com a cerca, eles voltam a comer o milho e você coloca um outro lado da cerca. Mais uma vez eles se acostumam e voltam a comer. Você continua desse jeito até colocar os quatro lados da cerca em volta deles com uma porta no último lado. Os porcos que já se acostumaram ao milho fácil e às cercas, começam a vir sozinhos pela entrada.

Você então fecha a porteira e captura o grupo todo.”

“Assim, em um segundo, os porcos perdem sua liberdade. Eles ficam correndo e dando voltas dentro da cerca, mas já foram pegos. Logo, voltam a comer o milho fácil e gratuito. Eles ficaram tão acostumados a ele que esqueceram como caçar na floresta por si próprios, e por isso aceitam a servidão.”

 

   MINHA EXPLICAÇÃO ESPIRITUAL E ESSA NARRATIVA

                                             O PERIGO DAS CILADAS DO INIMIGO

As pessoas vivem, neste mundo, muitas vezes, como porcos selvagens, fora dos padrões estabelecidos pelo Criador, fazendo apenas o que agrada aos seus apetites. O Inimigo (Satanás) deseja captura-los para sempre, e age, então, como o caçador de porcos selvagens: Começa a oferecer coisas tentadoras e que sejam apetitosas. A pessoa desligada dos princípios estabelecidos por Deus, sente-se atraída e se envolve no uso dessas coisas (drogas, fumo, álcool, ambições, desonestidades de todos os matizes, fornicação etc.). O inimigo vai, então, cercando pouco a pouco, aquele que se deixa envolver por essas coisas, até que a pessoa não consegue mais se desvencilhar da arapuca. Aí, só pela busca ao Poder e à Misericórdia do Criador, o que se consegue por um corajoso ato de fé na Graça Salvadora do Senhor Jesus.

Could not resolve host: urls.api.twitter.com